REGULAMENTO - CONCURSO “QUEM SOU EU?” PARTICIPA NO CONCURSO "0 PROBLEMA DO MÊS" + SUPERTMATIK - CONCURSO/JOGO DE CARTAS
URGENTE - COVID-19 - Divulgação de Informação - Direção-Geral da Saúde - Consulte os materiais de divulgação *********URGENTE - COVID-19 - Divulgação de Informação - Direção-Geral da Saúde MATEMÁTICA PROBLEMA DO MÊS - MARÇO AVISO: Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os serviços respetivos e analisar o tráfego. Os seus endereços IP e agente de user são compartilhados com o Google, bem como o desempenho e a segurança, para garantir a qualidade do serviço, gerar as contas de uso e detetar e resolver abusos de endereço. OBTER MAIS INFORMAÇÕES

EXPOSIÇÃO - João Luiz | Pé de Vento | um percurso teatral singular



No quadro do 39º Fazer a Festa – de 10 a 19 de Julho
A Convite do TEATRO ART’IMAGEM  
Quinta da Caverneira
EXPOSIÇÃO

João Luiz | Pé de Vento

um percurso teatral singular  

A exposição João Luiz | Pé de Vento apresenta um conjunto de fragmentos que assinalam um percurso teatral de 56 anos do Encenador, que foi sendo construído a par e passo, espectáculo a espectáculo, desde o longínquo ano de 1964. A partir de 1978, enquanto encenador e director do Pé de Vento, abre-se um longo período de trabalho artístico, marcado por sucessivos ciclos criativos que correspondem a quatro décadas dedicadas exclusivamente à criação teatral da Companhia. 
O espectáculo de teatro é por essência pluridisciplinar, na medida em que convoca para o palco todas as outras artes. E é também efémero, porque no momento em que o pano desce sobre a última representação, e a presença do actor se desvanece, o que fica são fragmentos – textos, cenários, figurinos, máscaras, adereços… – que deram verosimilhança e alma às personagens, ou enquadraram os actores no acto vivo de representar vidas imaginárias e dispersas por múltiplos tempos.
Retirados os objectos expostos do seu contexto original, desfeitos os segredos e os ‘truques’ que criam a ilusão teatral, pode ainda o visitante tornar-se o espectador activo de um mundo de faz de conta: entrar por sua vez em cena, guiado pela imaginação.
Concepção – João Luiz, Susanne Rösler 

ESPECTÁCULO    Dia 11 de Julho pelas 18 horas

CONTOS DO LÁPIS VERDE de Álvaro Magalhães

Encenação João Luiz >> Texto Álvaro Magalhães >> Espaço cénico João Luiz >> Figurino Susanne Rösler >> Ambiente sonoro Tilike Coelho >>
Desenho gráfico e ilustração Pedro Pires 
>> Interpretação Anabela Nóbrega >>
Construção e montagem Rui Azevedo 
>> assessoria de imprensa Cristina Moura Fonseca




DESAFIO LANÇADO AOS ALUNOS DO 2º B


  Os amigos e a aventura mágica

História elaborada pelos alunos do 2º B durante o Ensino à distância.

 De abril até junho, os alunos da professora Cristina Sousa, da EB Vilarinha, escreveram a história “Os Amigos e a Aventura Mágica”. A semente foi lançada em abril e seguiu, por email, para cada aluno lhe dar continuidade, acrescentando um parágrafo da sua autoria, enviando-a, em seguida, a um colega da turma.
 No dia 22 de junho, na aula síncrona, com todos os alunos presentes a história chegou ao fim. E o resultado deste desafio maravilhoso é partilhado aqui convosco.

CENTURIUM MMXX – XI TORNEIO JOGOS ROMANOS DE TABULEIRO

   

 Realizou-se no passado dia 19 de junho, a final do Campeonato Online de Jogos Romanos de Tabuleiro, onde alunos do nosso Agrupamento participaram empenhadamente no Jogo do Moinho. 
 Muitos Parabéns, a todos os alunos do 1º e do 2º ciclo envolvidos, e em especial aos nossos vencedores:


|>1ºciclo – EB Fonte da Moura:
  • ·         Raí Rocha-4ºB – 3º lugar.                         
  • ·         Dinis Loureiro-4ºB - 4º lugar.

|>2º ciclo – EB Manoel Oliveira:
  • ·         Luana Marinho-5ºA – 3º lugar.



 Aos três primeiros classificados por ciclo de ensino, serão entregues medalhas, um prémio e um diploma, oferecidos pela Câmara Municipal de Braga e pelo Instituto das Comunidades Educativas. Todos os concorrentes vão receber diplomas de participação.

 Desde já, o meu muito obrigada, quer à Direção do Agrupamento, pela autorização da participação neste tipo de Campeonato, quer às professoras que tão afincadamente colaboraram neste projeto, Carla Esperanço, Mafalda Teles e ainda às professoras estagiárias da ESE do Porto, Maria Silva e Ana Sota.


                                                                            A Delegada Matemática (2ºciclo),
                                                                                                                                        Teresa Rebolo.

DESAFIO LANÇADO AOS ALUNOS DO 8º ANO

O poema “Arma secreta”, de António Gedeão fala sobre a arma secreta que é o Amor. À semelhança deste poema, foi pedido aos alunos do 8º ano que selecionassem um objeto, um elemento da Natureza ou um sentimento e redigissem um texto poético em que apontassem as suas características sem o nomear, deixando essa revelação para o final do poema. A Alice e o Rafael escreveram os seguintes poemas:

Não é objeto


Não é objeto,
Nem sentimento.

Já foi um feto
Que não parava quieto.
Já foi pequenino
Mas agora está crescidinho.

Gosta muito de brincar.
Mas também sabe resmungar
Pensa que é sabichão
E põe-nos a rir com as suas figuras de trapalhão.

Está prestes a completar a sua nona volta ao sol
Ele é o meu irmãozinho
Que está a ficar um rapazinho.
Alice - 8º A.



Com um vazio na barriga que não é fome


Com um vazio na barriga
Que não é fome,
Uma dor de cabeça
Que não se pode ouvir um pio,
Mas parece que nunca some,
Aparece até por um simples assobio
Devia ser a MORTE, mas é a CULPA.
Rafael - 8ºA.

UMA MORTE SEM REMORSOS

E@D – NOTÍCIAS DO AGRUPAMENTO
  Na senda do estudo do episódio lírico e dramático intitulado “Inês de Castro”, de Luís de Camões, os professores de Português, no âmbito do ensino à distância, orientaram os seus alunos para a construção de textos alusivos ao tema. 
  Muito nos apraz divulgar aqui algumas produções literárias da autoria de alunos do 9º ano que escolheram o episódio dos amores infelizes de Pedro e Inês para exprimir as emoções e os sentimentos suscitados pela leitura e interpretação do referido texto.

  Uma morte sem remorsos

     Naquela manhã fria de inverno, D. Pedro acabava de chegar ao castelo. Estava radiante, pois sentia-se ansioso por ver a sua amada Inês de Castro, mal ele sabia que a pobre coitada havia sido assassinada a mando do seu próprio pai, D. Afonso IV. Entrando no castelo, D. Pedro bem que estranhou os olhares, porém, ele já estava habituado a olhares de desaprovação pelo seu romance com uma castelhana, todavia aqueles olhares eram diferentes, ele até diria que havia um pouco de pena e mal-estar bem lá no fundo. Então, dirigiu-se ao lugar secreto onde sempre se encontrara com a sua bela amada.
     Aí, D. Pedro estranhou a ausência da dama e foi à sua procura. Depois de a procurar e aos seus filhos por longo tempo, apercebeu-se de que algo não estava certo, de que algo possivelmente teria acontecido. Já furioso, pressentindo no seu coração o sinal da tragédia, dirigiu-se à sala do trono e, gritando com o rei, indagou:
   - Onde estão Inês e os meus filhos? Que lhes fizestes?
    - Eles eram um problema que já foi resolvido. – respondeu friamente D. Afonso IV, sem remorsos.
   - Um problema? Eram vossos netos e a mulher que eu amo! – clamou D. Pedro dolorosamente e com uma angústia enorme.
    - Bastardos! – vociferou D. Afonso IV - Bastardos que nos poderiam dar muitas dores de cabeça! - completou o rei.
     Com aquelas palavras cravadas no peito como uma adaga, D. Pedro jurou então a sua vingança.

                                                                                            Daniela Torres, 9ºB



Justiça à Morte de D. Inês de Castro

   Ali estava o rei D. Afonso IV, mais uma vez a ser pressionado pela corte, sem saber como iria acabar com o amor do seu filho, D. Pedro, pela sua apaixonada Inês de Castro. Ocorreu-lhe, então, a terrível ideia de a mandar assassinar. D. Pedro, sabendo que o seu pai era contra esse amor inabalável e que era bem capaz de fazer tudo para separar os dois, quando recebeu a notícia que a mãe dos seus três filhos acabara de ser assassinada, foi de imediato ao encontro do seu pai.
     D. Pedro abriu com toda a força as portas pesadas de madeira castanha, da sala onde o seu pai costumava estar com os seus conselheiros e perguntou-lhe em tom grave, de acusação:
   - Que lhe fizeste?
   - Como assim? -respondeu o rei impávido.
   - Não finjas que não sabes do que estou a falar… Que fizeste a Inês? Vamos, responde!
   - Tu já sabias que não podiam ficar juntos, por bem da estabilidade do reino e da paz com Castela. Não vais ficar assim por mais uma namorada, pois não? – ironizou D. Afonso IV.
   - Ela não era minha namorada, era a minha mulher! A mãe dos meus filhos!.... Dos teus netos! A ti, o que importa é a continuação da nossa linhagem e o que a corte pensa! Não és digno de te chamar pai! És monstruoso! – gritava dilacerado D. Pedro.
   - Basta! Eu sou o rei, o teu pai, e tu deves-me o respeito! Tinha de ser feito! – esclareceu o rei severamente.
     D. Pedro abalou destroçado, louco de indignação, e prometeu vingar-se ferozmente. E assim foi, em 1357, quando assumiu a coroa, mandou prender e matar os assassinos de Inês, impôs o reconhecimento da sua amada como rainha de Portugal, fazendo justiça impiedosa.

                                                                                 Érica Ferreira, 9ºB

VENCEDORES – DESAFIO MATEMÁTICO – 2019/2020


E@D – NOTÍCIAS DO AGRUPAMENTO
 Divulgam-se os vencedores e os resultados do concurso “Desafio matemático”, realizado pelos alunos de 5º e 6º ano, nas aulas de Matemática, no ano letivo de 2019/2020.
  
   No início do próximo ano letivo, estes alunos irão receber uma medalha e um certificado de participação.


Alunos que obtiveram a maior pontuação por turma:
  • 5ºA –Nº 4 -  Beatriz Fortuna - 12 pontos
  • 5ºB – Nº 3 - Leonor Fernandes - 10 pontos
  • 6ºA – Nº 11 - Mariana Teixeira - 8 pontos
  • 6ºB – Com a mesma pontuação:
    • Nº 5 - Daniel Silva – 10 pontos
    • Nº11 - Leandro Ribeiro – 10 pontos
    • Nº15 - Rodrigo Machado – 10 pontos
    • Nº17 - Rui Martin Ferraz– 10 pontos
  • 6ºC – Nº1 – Afonso Lopes – 7 pontos

PARABÉNS AOS VENCEDORES!

DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS


Hoje, dia 18 de Maio, celebra-se o DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS.
Criado em 1977 pelo ICOM no sentido de contribuir, junto da sociedade, para uma reflexão sobre o papel dos museus no seu desenvolvimento, tem como tema em 2020, "Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão".
Mas foi também hoje que reabriram os Museus, Monumentos e Palácios para si, assinalando desta forma a data e o simbolismo da ocasião.
É o tempo do regresso, do reencontro, de voltar aos espaços que são de todos. Chegou o momento de visitar, revisitar, descobrir, e fruir o Património Cultural!
Conheça AQUI O PROGRAMA GERAL:
http://w3.patrimoniocultural.pt/museus2020/digital/
Dia Mundial da Língua Portuguesa


Feito com Padlet


Imaginar o Futuro

    Relançamos, hoje, aqui, um concurso literário dinamizado pela Biblioteca Escolar, em 2010, no âmbito do projeto “Eurotopia 2100: Uma Utopia Interativa”, para o apresentar agora numa versão adaptada, como um novo desafio aos nossos leitores, convidando-os a escrever um texto epistolar subordinado ao tema “Uma Carta de 2100”.
   A vossa carta deve expressar os vossos sentimentos e as vossas ideias a respeito do futuro.
   Leiam com atenção o regulamento.

CONCURSO LITERÁRIO 
UMA CARTA DE 2100
REGULAMENTO
Artigo 1º
(Âmbito)
O presente concurso tem a finalidade de estimular o gosto pela escrita e aplicar e sistematizar técnicas de construção de texto.
Artigo 2º
(Tema)
O tema deste concurso é «Uma carta de 2100».
Os participantes deverão imaginar-se a viver no ano de 2100 e deverão narrar, numa carta que contenha 100 – 150 palavras, o mundo em que vivem, o seu quotidiano, as atividades que desenvolvem, com quem se relacionam e como. Esta carta deverá ser dirigida a alguém e teletransportada a um local e tempo indefinidos.
Esta carta será enviada num balão que se dirigirá a um lugar e tempo à escolha.
Artigo 3º
(Condições de Admissão)
Podem concorrer individualmente todos os alunos de 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º e 9º ano de escolaridade.
Cada participante poderá concorrer apenas com um trabalho, escrito em português.
O candidato deverá enviar o seu trabalho devidamente identificado com nome, número e turma.
Os trabalhos deverão ser enviados para o endereço eletrónico do Blogue da Biblioteca:  becreeb23mo@gmail.com, até ao dia 2 de junho.
Artigo 4º
(Critérios de seleção)
Os trabalhos enviados deverão obedecer aos seguintes critérios:
     • Texto inédito;
     • Criatividade;
     • Correção linguística;      
     • Correção formal.
Artigo 5º
(Júri)
O júri será constituído pela professora bibliotecária e por três professores da equipa da Biblioteca Escolar.
Artigo 6º
(Prémios)
Os resultados serão divulgados em junho, em data a determinar.
Será atribuído um prémio ao melhor trabalho de cada ciclo.
Artigo 7º
(Casos Omissos)
Os casos omissos serão supridos e decididos pelo júri deste concurso.

    Para se inspirarem, fizemos uma captura de ecrã das cartas redigidas pelo Tomás Noverça e pela Inês Lopes, dois ex-alunos que, nessa altura, frequentavam o 5º ano, e que foram publicadas nas Páginas Literárias do número 9 do Notícias Frescas, disponível neste blogue (eBook - Jornal da Escola - Notícias Frescas 3 º período - 2009/10).

    Diverte-te a folhear o nosso jornal digital e fica a conhecer os eventos sociais e culturais que ilustram os momentos emocionantes vividos nesse período e que permanecerão na memória coletiva do Agrupamento.





Biblioteca de Recursos Digitais

Ensinar e aprender online



Os recursos digitais são cada vez mais formativos e educativos, não só porque estão acessíveis a todos, em qualquer lugar e a qualquer hora, mas, sobretudo, porque promovem aprendizagens informais que se consubstanciam nas formais.
Cada educador/professor/formador deverá selecionar o recurso que pretende e apresentá-lo de forma clara e simples, sugerindo-se que siga as quatro etapas apresentadas no post O ensino a distância na escola | etapas e plataformas.
Ler mais > [RBE]

#SERATIVOEMCASA


Campanha para ajudar a #SerAtivoEmCasa e novo site do IPDJ já disponíveis


 Andar, correr, saltar, dançar, brincar, jardinar… O que importa é não parar! Num período em que milhares de alunos e famílias estão confinados ao espaço das suas casas, como consequência da pandemia Covid-19, é fundamental manter a atividade física, no dia-a-dia.

Preocupado com a saúde e o bem-estar de todos, o Ministério da Educação, com a tutela do Desporto, criou um conjunto de conteúdos – folhetos, brochuras e vídeos – com recomendações, sob o lema #SERATIVOEMCASA, que divulga diariamente nos sítios da internet do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), e do BEACTIVE Portugal, bem como nas páginas de instagram e facebook do “Ser Ativo Em Casa”.

As brochuras com recomendações genéricas e propostas de atividades e exercícios estão segmentadas por faixas etárias: dos 0 aos 5 anos, dos 6 aos 17, dos 18 aos 64, e ainda para pessoas a partir dos 65 anos (descarregar brochuras aqui).


Já os vídeos estão divididos em dois grandes grupos - “Brincar em família” (destinado às crianças e jovens) e “Ser ativo não tem idade” (destinado a adultos independentemente da sua condição física, idosos ativos, idosos fragilizados e outras populações com outras limitações) - e resultam da parceria entre o IPDJ e a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa.

No que diz respeito ao subtema “Brincar em Família”, na impossibilidade de se fazer produção em estúdio dado o contexto epidemiológico atual, estão a ser desafiadas várias famílias a produzirem os seus vídeos, com base numa lista de sugestões. A ideia é retratar a família em movimento dentro de casa, de forma lúdica e divertida, em dinâmicas que contribuam para a união e estabilidade afetiva, para o bem-estar físico e psicoemocional, através do movimento e de atividades de locomoção, expressivas, posturais, utilizando o espaço e os recursos disponíveis em casa.
Os primeiros vídeos podem ser encontrados nestes links:

A campanha #SerAtivoEmCasa conta ainda com parceiros do mundo do desporto e da sociedade civil, que aceitaram o desafio de partilhar vídeos a praticar atividade física em suas casas. Ver alguns dos exemplos:


Auxílio no ensino a distância

Além da campanha #SerAtivoEmCasa, destinada à promoção de atividade física em todas as idades, o Ministério da Educação tem também procurado auxiliar, à semelhança do que tem feito com outras áreas disciplinares, o trabalho dos professores de Educação Física, neste quadro de ensino a distância. Para tal, compilou na plataforma FITescola um vasto conjunto de recursos, com material ligado à Aptidão e à Atividade físicas, aos Comportamentos Sedentários, à importância da Hidratação, os cuidados com a Nutrição e o relevo de todos estes fatores para a Saúde e Bem-estar (com destaques, folhas de facto e vídeos). Além da compilação de Materiais Pedagógicos, compila-se um conjunto de informação específica com relevo para o momento atual: “Educação Física à distância de um clique”

Também o Desporto Escolar está a divulgar vídeos nas redes sociais para que os estudantes continuem ativos e a fazer exercício físico em casa.

Para todos - bebés, crianças, jovens, adultos e idosos -, a prática regular de atividade física apresenta um vasto conjunto de benefícios, desempenhando um papel fundamental na promoção da saúde, no reforço do sistema imunitário, na qualidade de vida e bem-estar dos cidadãos.

Manter atividade física frequente ajuda à boa disposição, melhorando até o desempenho cognitivo, pelo que se assume como uma forte aliada de alunos, professores e das famílias.

Num contexto de isolamento e distanciamento social, manter uma atividade física regular assume-se como um desafio ainda mais relevante, pelo que a estratégia passa, sobretudo, por encontrar todas as oportunidades possíveis para interromper o comportamento sedentário, cumprindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde.


Novo portal do IPDJ

Em simultâneo com o lançamento da campanha #SerAtivoEmCasa, o IPDJ renova o seu sítio da internet. Lançado também esta sexta-feira, www.ipdj.gov.pt é o endereço deste novo portal - mais acessível, mais intuitivo, mais completo, mais navegável e mais interativo.
Este portal renovado reúne vasta informação relativa, por exemplo, aos inúmeros programas que o IPDJ desenvolve, bem como apoios e campanhas nas áreas do Desporto e da Juventude.
O novo portal do IPDJ é uma ferramenta que deve ser explorada, uma vez que se trata do maior veículo de informação oficial destas duas áreas (Desporto e Juventude), tornando-se especialmente relevante o seu refrescamento e apetrechamento neste momento que o país atravessa.

MANOEL DE OLIVEIRA

       Para homenagear Manoel de Oliveira, a personalidade que deu nome ao nosso Agrupamento, na data em que se assinala a passagem de cinco anos sobre a sua morte, a Fundação de Serralves/Museu de Arte Contemporânea, para além da filmografia completa de um dos maiores cineastas do nosso tempo, tem vindo a apresentar e a partilhar diariamente muitas outras referências ao seu trabalho.

Divulga-se aqui a seguinte informação.

Veja este email no seu Web browser                      

27 de março

Dia Mundial do Teatro


Teatro Nacional São João

O Teatro Nacional São João comemora este dia especial, convidando todos os amantes de Teatro para uma visita virtual, orientada “por quem conhece e ama este Monumento Nacional – é o que propõe Visita, do realizador Luís Porto”.

À noite, será exibida a Castro, uma “tragédia nuclear do teatro português encenada por Nuno Cardoso”.

Para obteres mais informações, consulta a Página do Teatro Nacional São João e acompanha esta e outras atividades do teu agrado - documentários, visitas virtuais e vídeos – que irão decorrer ao longo da semana, “através de uma transmissão online, aqui, e nas páginas do Facebook e no Instagram.

Teatro do Noroeste em tua casa

Neste dia festivo, convidamos os mais pequenos a assistir, em casa, na companhia da sua família, à peça de teatro “João e o Pé de Feijão”, com texto e encenação de Fernando Gomes, a partir do clássico dos Irmãos Grimm. Interpretação de Adriel Filipe, Ana Perfeito, Ricardo Simões e Tiago Fernandes.



Se gostaram, poderão, ainda, ver a peça O Gato das Botas e o Pinóquio.





     Se gostas de peças de Teatro e és aluno do 2º ou do 3º ciclo vai ao Teatro no Youtube para visionar a peça dramática intitulada "Bojador", uma criação do Teatro do Noroeste, que estreou no Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, em 2019.







     O Plano Nacional de Leitura recomenda a leitura da obra O Bojador, de Sophia de Mello Breyner Andresen.


Sinopse

     - E não se pode ir além do Bojador?


     Esta pergunta inquietava um povo cansado e os espíritos mais conservadores, que acreditavam que o cabo era habitado por terríveis monstros marinhos que arrastavam homens e barcos para os abismos do mar.
     Mas o Infante via mais longe. Com Gil Eanes à proa dos seus navios e dos seus sonhos, queria ultrapassar o medo do desconhecido e iniciar uma nova era económica e de conhecimento. 


Fica aqui uma sugestão
    Convida os teus familiares a participar na gravação da leitura dramatizada de uma peça de teatro à tua escolha.
    Se a quiseres ver publicada, envia-a para o endereço eletrónico seguinte: becreeb23@gmail.com

TIL - Teatro Infantil de Lisboa


     O Teatro Infantil de Lisboa, por sua vez, celebra, hoje, o Dia Mundial do Teatro, com a transmissão online de um dos seus espetáculos mais acarinhados pelo público: D. Quixote.
     Início às 18h de hoje, ficando disponível no canal de Youtube até 5 de abril.