PROJETO DE ANIMAÇÃO COMUM 2016-2017

A PINTURA E A LITERATURA

Retrato de Raul Brandão e de sua esposa D. Angelina Brandão, 1928
COLUMBANO BORDALO PINHEIRO

Óleo sobre madeira
22 × 27 cm
assinado e datado
Inv. 651
Historial
Doação dos retratados, em 1930.
Exposições
Barcelona, 1929; Lisboa: mnac, 1957, 87; Lisboa, 1980, 66; Caldas da Rainha: Museu de José Malhoa, 1994, 4, cor.
Bibliografia
MACEDO, 1952, CVX, p.b.; FRANÇA, 1967, vol. II, 265.; FRANÇA, 1981, 75; Caldas da Rainha, 1994, 70, cor.
    SANTOS, Rui Afonso – “Retrato de Raul Brandão e de sua esposa D. Angelina Brandão, 1928
Columbano Bordalo Pinheiro” [Em linha] Disponível em: <http://www.museuartecontemporanea.pt/pt/pecas/ver/382> [Consult. em: 13 de novembro de 2017]


          «Significativo duplo retrato do escritor e intelectual Raul Brandão, aqui revisitado na velhice acompanhado pela mulher, ambos sentados num sofá estofado.
        Uma suave cumplicidade afectiva emana deste casal, a mulher de doce expressão e olhar perdido, o marido enlaçando-a ternamente numa atitude protectora, fixando o observador. A pincelada muito solta desmaterializa e ilude a carnalidade envelhecida dos retratados.
        Estão ambos perdidos ou salvaguardados no seu mundo familiar, testemunhas de uma República então entrada no seu estertor com o advento da Ditadura Militar, que Columbano como testemunha republicana cúmplice, aqui figurou.»

 SANTOS, Rui Afonso – “Retrato de Raul Brandão e de sua esposa D. Angelina Brandão, 1928 Columbano Bordalo Pinheiro” [Em linha] Disponível em: <http://www.museuartecontemporanea.pt/pt/pecas/ver/382> [Consult. em: 13 de novembro de 2017]